COMO MONTAR SEU BRECHO

PLANEJAMENTO:

A primeira etapa e uma das mais importantes é que qualquer empresa nova deve iniciar com um planejamento, seja ele, com o intuito de se expandir pelo seu bairro, cidade, estado, país e/ou até internacionalmente. Então comece colocando no papel tudo que você pretende com o seu negócio!

Brechós podem ser voltados a causas sociais, se essa for sua intenção, entre em contato com quem você pretende ajudar e cheguem a um plano estratégico em conjunto. Se sua intenção é o lucro comece entendendo o propósito, se ele for vender roupas antigas, ou vintages, ou caso seja um empreendedor mais antenado e vender roupas que estão na moda no momento pode ser uma excelente alternativa.

Após definido o rumo que sua empresa seguirá, comece a pensar no nome que dará a sua empresa, como gostaria de ser reconhecido no mercado. Pode dar um pouco de trabalho no início, mas escolher um nome que identifique bem sua empresa pode ser fundamental trazer novos clientes e para que todos lembrem facilmente da sua empresa.

O “produto” pode chegar ao seu estoque de várias formas, começando com um baixo investimento, já que no início você pode contar com doações ou até com suas próprias roupas e de familiares e conhecidos que não utilizem mais, ou você pode entrar em contato com o MUNDO DO BRECHÓ que auxiliaremos a começar. Definindo o segmento que irá trabalhar o nome da empresa escolhido e os primeiros produtos para começar vender já pode começar.

PARA QUEM VENDER?

Defina para quem você quer vender suas roupas, seja ele o público popular, ou seja, roupas podem ser vendidas no seu bairro para conhecidos e familiares, como comercializados online em marketplaces, para brechós sofisticados como o MUNDO DO BRECHÓ.

Seguindo as dicas de como montar um brechó, e partindo, por exemplo, da ideia de que seu brechó será voltado para moda atual, você poderá montar uma estratégia de marketing, planejar as roupas que irá comprar e vender e qual estratégia para fazê-lo irão seguir.

CONHEÇA SEUS CONCORRÊNTES

Hoje os brechós são conhecidos por todos, para muitos é o principal local de compra de roupas de todas as classes, sendo assim o mercado e a concorrência só aumenta anualmente. Mas calma tem espaço para todos ganhar dinheiro!

Faça uma análise da sua concorrência, após identificar seu foco e público alvo, conheça os outros brechós do seu bairro ou cidade. Estude as peças mais vendidas nas lojas e invista em produtos diferentes, exclusivos assim diminuirá o impacto da concorrência.

COMPRA DE PRODUTOS

Após definido seu público alvo e o que você pretende com ele, chegou a hora de encontrar os produtos, que no Mundo do Brechó somos especializados no fornecimento de mercadorias para brechós em todo Brasil e podemos auxiliar na compra inicial, assim como manter e renovar o seu estoque. Na compra faça uma mescla comprando inicialmente roupas usadas de primeira e segunda linha, sapatos usados, vestidos, camisas polo entre outros, todos tem bastante saída basta identificar o que funcionará na sua região, por isso diversifique seu estoque.

As roupas usadas de segunda linha podem ser um grande atrativo pelos preços, ou se você focar seu brechó em peças mais elaboradas, como um brechó boutique vintage, adquira roupas, sapatos e bolsas usadas de primeira linha. Como alternativa de adquirir novos produtos e melhorar o envolvimento com seus clientes, compre roupas dos seus próprios clientes por um preço que lhe de na revenda uma margem de lucro.

Uma das coisas mais importantes na parte de roupas de um brechó, é que claramente você quer roupas que estão próprias para venda, ou seja, não é porque é uma loja de roupas usadas que elas podem estar em qualquer estado. Procure lavar e passar as roupas antes de colocá-las a venda, cortes linhas e prenda botões se necessários esses pequenos ajuste podem influenciar diretamente na decisão de compra do seu cliente.

ESCOLHENDO A LOCALIZAÇÃO

O seu brechó pode se tornar a sua fonte principal de renda ou caso queira uma fonte segura para elevar seu orçamento mensal. Por isso pense bem em como quer e pode investir nesse espaço pondo na ponta do lápis todo o investimento necessário, tempo e demanda, por exemplo, para que não tem muito tempo a melhor opção seria vender online. Mas se for montar um espaço sendo próprio ou alugado, procure ter um ambiente frontal, onde as roupas serão expostas e um ambiente para ser usado com estoque.

SUA EQUIPE

Não há necessidade de um time muito amplo nesse ramo. Afinal, normalmente quem opta por comprar em um brechó normalmente está lá para “garimpar”, ou seja, procurar algo que seja do tamanho e do seu gosto e dentro do seu orçamento. Tenha em mente seu orçamento, e a demanda, lembrando que serão necessários reparos, lavar e passar as roupas, a compra de reposição e principalmente a venda, o atendimento ao cliente.

Se optar pela contratação de terceiros, invista em alguém de confiança e com uma boa comunicação, invista em treinamentos para que seu funcionário, ele precisa conhecer muito bem tanto a empresa, suas rotinas e seus produtos.

MARKETING E DIVUGAÇÃO

Hoje o mercado oferece diversas opções de empresas para clientes em potencial, o que determina uma pessoa comprar com você vem de diversos fatores, mas o começo de tudo as pessoas precisam conhecer você, crie uma identidade visual da sua empresa, invista em um banner e/ou fachada, cartão de visitas, use as redes sociais a seu favor evidenciando os seus diferenciais, toda oportunidade de divulgar a sua empresa é bem vindo, sabendo quem você quer atingir e o seu orçamento fica mais fácil definir a estratégia, e hoje temo milhares de opções disponíveis. Utilize seus clientes para adquirir novos, o famoso boca a boca é a melhor ferramenta de captação e fidelização de clientes.

LEGISLAÇÃO

Considerando que todos empreendedores querem crescer, e mesmo que você comece com uma lojinha online, uma hora seu negócio vai aumentar. Quando chegar esse momento será necessário fazer alguns trâmites legais para que sua empresa funcione da forma correta, começando com os registros da empresa nos seguintes órgãos:

Junta Comercial;

Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
Secretaria Estadual de Fazenda;
Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento;
Enquadramento na Entidade Sindical Patronal em que a empresa se enquadra (é obrigatório o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal por ocasião da constituição da empresa e até o dia 31 de janeiro de cada ano);
Caixa Econômica Federal, para cadastramento no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;
Além de um registro na Previdência Social, para inscrição da empresa no INSS. E para montá-lo em um ponto comercial é necessária vistoria da prefeitura e do corpo de bombeiros da sua cidade. E claro, seguir o CDC, o Código de Defesa do Consumidor.

CONTROLE ADMINISTRATIVO

Agora você já sabe como montar um brechó, mas ainda há algo faltando. Com tantos produtos circulando, sendo de entrada e de saída, embalagem, gastos essenciais como agua e luz, funcionário (caso opte)  entre outros, você precisa de algo para auxiliar no controle. Esses dados são essenciais para sua empresa e podem ser armazenados em planilhas de controle de estoque, assim como o fluxo de caixa e controle financeiro.

Há disponíveis alguns softwares de gestão de empresas, como o eGestor. Nesses gestores seu único trabalho será cadastrar os produtos, as vendas e o controle do estoque. Os cálculos necessários são feitos pelo sistema automaticamente pelo sistema, como emissão de recibos, boletos e notas fiscais.

 

×